Um caminhão bitrem vazio ficou pendurado em uma ponte na BR-452 em Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o acidente aconteceu logo após o veículo de grande porte bater na traseira de um VW Gol do Sintego de Quirinópolis em que estavam duas mulheres, a Presidente do Sindicato Eliedes Francisca e Vanie Lúcia que a acompanhava. Elas retornavam da cidade de Rio Verde onde tinham indo fazer uma revisão no veículo.

Logo após o acidente, várias fotos e vídeos circularam nas redes sociais. Os internautas estavam preocupados e queriam saber o estado de saúde de ambas,  por se tratar de duas lideranças bastante conhecidas e respeitadas na cidade, em função do trabalho que desenvolvem na defesa dos profissionais da educação.

A batida ocorreu por volta de 18h10 de quarta-feira (26). O inspetor Newton Morais disse que o caminhoneiro ficou com ferimentos leves, assim como a Presidente do Sindicato  que dirigia o carro e teve ferimentos em um dos braços.

Também segundo ele, a passageira do VW Gol Vanie Lúcia teria fraturado duas costelas e sido levada ao Hospital Municipal de Santa Helena de Goiás. Segundo informações repassadas pelo sindicato as duas quirinpolinas passam bem e não correm risco.

“Por alguma razão, o carro das senhoras parou logo no início da ponte. O caminhão veio, bateu na traseira dele e, para não passar por cima, desviou para o lado, ficando pendurado. Ele não chegou a cair no rio”, explicou.

Até por volta de 7h30 da manhã desta quinta-feira (27), o caminhão ainda estava na rodovia. Ainda assim, segundo a PRF, a pista, que é simples, está completamente livre, sem necessidade de interdições.

 

 

Goiás Informa com Informações da PRF e do Sintego

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui