O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) se reuniu nesta segunda-feira, 20, com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), para discutir a reforma tributária. A proposta do Ministério da Economia foi finalizada na última semana e inclui uma tributação sobre pagamentos realizados pela internet.

A entrega da proposta será realizada nesta terça-feira, 21, pelo ministro Paulo Guedes a Maia, que considera que vem “em boa hora”. O presidente da Câmara ainda ponderou que é preciso investir em uma proposta com mais chances de voto e mais ampla possível. A tributação sobre os pagamentos online não foi tão bem recebidas de início e, inclusive, é considerada uma nova CPMF.

Para Maia, que se diz otimista em relação à pauta da reforma tributária, não há espaço para mais um encargo tributário no país. “Se o governo quiser mandar a CPMF, que encaminhe. Vai ser uma derrota desnecessária”, avaliou.

A reunião com Guedes irá ocorrer às 14h30. “Nós vamos retomar o debate em conjunto, Câmara e Senado, que é o melhor caminho para que a gente tenha uma reforma tributária aprovada no Brasil ainda neste ano, pelo menos em uma das Casas”, afirmou Maia.