O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) e o prefeito da cidade de Anápolis, Roberto Naves (PP) vão a Brasília para discutir com o presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido) a possibilidade da Base Aérea de Anápolis ser utilizada para quarentena dos Brasileiros que serão repatriados da China devido ao surto de coronavírus.O governo federal informou que foram identificados 55 brasileiros na região de Wuhan, cidade chinesa onde o surto de coronavírus teve origem. Pelo menos 40 deles manifestaram interesse em retornar ao Brasil.

Ronaldo Caiado usou o Twitter para fazer o anúncio da reunião. O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, explicou que Anápolis tem “vantagens” em razão da proximidade com Brasília, onde há hospitais de forças armadas, com leitos que poderão ser separados.

Caiado disse que a Base Aérea de Anápolis e a de Florianópolis passarão por vistoria e só depois haverá a confirmação de onde será montada estrutura para a quarentena.

“Se a Base de Anápolis for a escolhida, informações preliminares apontam que quem apresentar sintomas do coronavírus seria transportado para um hospital militar de Brasília, em segurança, seguindo rígidos protocolos técnicos que preservem a integridade da saúde e vida da população”, destacou o governador na publicação.

FONTE: Diário de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui