Mais conhecido pelo papel de Quico na série “Chaves” (1971-1980), Carlos Villagrán, 76, pode se tornar o próximo governador do estado de Querétaro, no México. O ator registrou sua pré-candidatura pelo partido Querétaro Independiente no domingo (10), conforme registraram os veículos de imprensa locais.

“Depois de 50 anos fazendo as pessoas rirem, me encontro em outra plataforma, o que é uma grande honra”, disse ele em encontro com jornalistas para anunciar a novidade.

Além da pré-candidatura ao governo, o ator Carlos Villagrán também se registrou como pré-candidato à cidade Querétaro, capital do estado. Já o filho dele, Gustavo Villagrán, deve concorrer a uma vaga de deputado.

O Querétaro Independiente, criado em 2017, vai disputar pela primeira vez as eleições para governador. A presidente do partido, Concepción Herrera Martínez, explicou que a convenção interna permite a dupla pré-candidatura, mas que apenas uma delas deve seguir adiante.

A decisão deve ser tomada até o dia 8 de fevereiro. As eleições estão marcadas para 6 de junho.

Segundo a versão mexicana da Forbes, Carlos Villagrán agradeceu ao seu partido por considerá-lo para a disputa. Ele também prometeu enfrentar a pobreza e criticou os políticos que abusam do poder, deixando de lado o serviço público.

Carlos Villagrán fala de sua relação extraconjugal com Florinda

O ator Carlos Villagrán comentou a relação que tinha com a colega de elenco Florinda Meza, que interpretava a Dona Florinda, mãe de seu personagem, o Quico, no seriado Chaves.

Segundo o ator, o relacionamento entre ambos não deveria ter acontecido, mas não foi algo que ele considere ruim. Apesar de não dar muitos detalhes, ele conta que os dois foram “um pouco mais que amigos” e que o affair não durou muito tempo.

Na época em que eles se aproximaram, Villagrán era casado, mas ele ressaltou na entrevista que esse caso extraconjugal não afetou seu casamento.