O Site Goiás Informa recebeu uma denúncia de crime ambiental em Quirinópolis-GO, segundo o denunciante Claudio Dias que é funcionário público municipal, uma equipe da prefeitura está realizando um serviço na área de preservação permanente que foi reflorestada a pouco tempo nos fundos do Bairro Governador Henrique Santilo. Ao fazerem o serviço, foi encontrado uma grande quantidade de esgoto jorrando a céu aberto, e consequentemente indo para o Córrego Capela Velha que abastece o Lago do Sol Poente, um dos cartões postais da cidade, onde centenas de pessoas circulam diariamente para a prática de exercícios, pescam para consumo e até tomam banho.

 

Um dos pontos o volume de esgoto é imenso e escorre por aproximadamente 50 mts em meio a vegetação até cair no córrego, o mau cheiro é insuportável. Esse local encontrado na manhã de sexta feira (31), segundo Claudio, ainda não foi oficialmente informado à Saneago que é a responsável em cuidar do esgoto da cidade, mas segundo moradores da região eles já teriam entrado em contato reclamando do mau cheiro.

Nos fundos do Bairro Talismã também a um local que constantemente ocorre o mesmo problema (conforme fotos abaixo), e a moradora Maria Izidora afirma que não suportam mais a situação, “quando esse esgoto começa a vazar, temos que ficar com portas e janelas fechadas para diminuir o mau cheiro, é horrível você fazer suas refeições sentindo cheiro de esgoto” afirma ela. Por sua vez, Claudio Dias afirma que a Saneago já foi informada desse problema e teriam dito que é de responsabilidade da prefeitura, “a população paga caro pelo tratamento do esgoto para Saneago, se não pagar eles cortam sua água e vem dizer que é responsabilidade do município?” Indaga o servidor.

Esgoto a céu aberto é crime, veja o que diz a lei:

Artigo 54 da Lei nº 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998

Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:

Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.

  • 1º Se o crime é culposo:

Pena – detenção, de seis meses a um ano, e multa.

 

Entramos em contato com o Gerente da Saneago em Quirinópolis, Sr. Hugo Maciel que disse ter sido informado da situação somente na tarde de hoje (02), e teria designado uma equipe para resolver o problema no máximo até a manhã de sábado (01).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui