A galeria de brasileiros campeões no UFC aumentou no início da madrugada deste último domingo. Deiveson Figueiredo, que chegou à organização com a alcunha de “Deus da Guerra”, se tornou campeão peso-mosca (até 56.7kg) do Ultimate e é o 17° lutador do Brasil a ostentar o título na maior companhia de MMA do mundo. Desde junho de 2017 que o país também não tinha um cinturão entre os homens.

Para chegar ao título, Deiveson promoveu um verdadeiro massacre para cima de Joseph Benavidez neste último sábado, em Abu Dhabi. Ainda no primeiro round, após aplicar três knockdowns e encaixar três vezes um mata-leão, na quarta oportunidade o golpe foi na medida para acabar com a luta.

Esse título no peso-mosca também é inédito para o Brasil. Até então, a divisão mais leve entre os homens teve apenas os americanos Demetrious Johnson e Henry Cejudo como campeões. Os americanos, aliás, lideram a lista de países com mais lutadores campeões, com 64 atletas. O Brasil, agora com 17, vem em segundo com folga para o restante da lista.

Deiveson Figueiredo, 32 anos, natural de Soure, no Pará, chegou ao cinturão do UFC em sua 20ª luta como profissional, e ostenta agora um cartel com 19 vitórias e apenas uma derrota. Coincidentemente, sua história no UFC começou no dia em que o Brasil ficou sem títulos entre os homens. Em 3 de junho de 2017, horas antes de José Aldo perder o título para Max Holloway no UFC 212, no Rio de Janeiro, Deiveson abria a noite com vitória contra Marco Beltran.

Após a estreia na organização, Deiveson ementou três vitórias seguidas, diante de Jarred Brooks, Joseph Morales e John Moraga. Sua única derrota na carreira foi contra o também brasileiro Jussier Formiga, em março de 2019. Mas Deiveson refez o caminho até o título com vitórias contra Alexandre Pantoja e Tim Elliott.

Na sequência, com a subida de divisão do então campeão Henry Cejudo, o cinturão ficou vago e o UFC casou o duelo entre o brasileiro e o americano Joseph Benavidez. O título só não veio no UFC Norfolk, em fevereiro desse ano, porque Deiveson não bateu o peso necessário, e ficou sem o cinturão mesmo vencendo a luta por nocaute no segundo round. Foi ainda com o título vago que o UFC marcou a revanche que agora garantiu o título do Deus da Guerra.

Deiveson se junta a nomes como Royce Gracie, Marco Ruas, Vitor Belfort, Anderson Silva, José Aldo, Júnior Cigano e Amanda Nunes. Abaixo você confere a lista completa dos brasileiros que já foram campeões no Ultimate.

Brasileiros campeões no UFC

Lutador Categoria Ano com título
Royce Gracie Torneio sem limite de peso 1993/1994
Marco Ruas Torneio sem limite de peso 1995
Vítor Belfort Torneio peso-pesado / cinturão meio-pesado 1997 / 2004
Júnior Cigano Peso-pesado 2011/2012
Fabrício Werdum Peso-pesado 2015/2016
Rodrigo Minotauro Peso-pesado (interino) 2008
Lyoto Machida Peso-meio-pesado 2009/2010
Maurício Shogun Peso-meio-pesado 2010/2011
Murilo Bustamante Peso-médio 2002
Anderson Silva Peso-médio 2006/2013
Rafael dos Anjos Peso-leve 2015/2016
José Aldo Peso-pena 2010 a 2015 e 2016 (interino) a 2017 (linear)
Renan Barão Peso-galo 2014
Cris Cyborg Peso-pena 2017/2018
Amanda Nunes Peso-galo e Peso-pena De 2016 até hoje (galo) / e de 2018 até hoje (pena)
Jéssica Bate-Estaca Peso-palha 2019
Deiveson Figueiredo Peso-mosca 2020

 

Agora com Deiveson Figueiredo e Amanda Nunes representando os títulos do Brasil no momento, o país ainda pode somar mais dois cinturões em 2020: Paulo Borrachinha já tem data para enfrentar o campeão dos médios (até 83.9kg) Israel Adesanya, em setembro. E a chance de ser o desafiante no peso-meio-médio (77.1kg) já foi garantida a Gilbert Durinho para enfrentar o campeão Kamaru Usman.

FONTE: COMBATE