Neste final de semana cenas de terror foram vistas no Entorno de Brasília e Norte de Goiás. Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, é atualmente um dos homens mais procurado ao se tornar o principal suspeito de matar um casal e dois filhos em Ceilândia, na região do Distrito Federal. Ao fugir de um cerco policial em Cocalzinho de Goiás, no sábado, ele ainda atirou em quatro pessoas e trocou tiros com militares, além de ter ateado fogo em uma casa em uma fazenda onde fez refém o caseiro.

No domingo (13/06), no período da manhã, três caseiros de uma chácara contaram aos policiais que se depararam com o criminoso. Eles estavam com facões e foices e foram fechar a porteira, quando visualizaram o criminoso que fugiu. Segundo os funcionários, o homem entrou em uma mata fechada próxima ao local. Forças de segurança montaram uma base no trevo de Cocalzinho. São policiais militares e civis do DF e Goiás, rodoviários federais, penais, federais e Corpo de Bombeiros.

No meio da tarde do mesmo dia, por volta das 15h, um chacareiro da região foi até esse posto que foi montado e contou aos militares que ele chegou em casa, deu falta do seu veículo (um corsa vermelho) e encontrou a residência revirada. Mais tarde, próximo das 18h30, o suspeito abandonou o carro próximo a Edilândia ao avistar uma viatura da polícia. Dentro do carro foi encontrado um carregador de munições.

 

 

Até o início desta segunda-feira (14/06), ele não foi localizado. A PM usa helicópteros, cães farejadores e mais de 200 policiais do Distrito Federal e Goiás nas buscas, além de apoio das Polícias Civil e Federal. A polícia informou que o homem de 32 anos está com um revólver calibre .32, além de outras armas e munições furtadas das fazendas que entrou. Na região em que foi visto pela última vez existem 17 fazendas, que estão ocupadas por forças policiais para garantir a segurança da população e encontrar o suspeito, como informou a corporação.