A Secretaria de Saúde de Goiás já registrou um total de 179 casos de pacientes contaminados com coronavírus, de acordo com boletim divulgado na tarde desta quinta-feira. Há sete óbitos confirmados – mas este número pode chegar a oito, caso a secretaria reconheça e oficialize uma morte que aconteceu em Goiânia e que já foi reconhecida pela Secretaria de Saúde da Capital.

No Estado, há 3.294 casos suspeitos em investigação. Outros 1.489 já foram descartados. No Lacen, há 191 amostras aguardando liberação do resultado.

Os casos confirmados foram registrados nos municípios de Águas Lindas de Goiás (1), Anápolis (12), Anhanguera (1), Aparecida de Goiânia (1), Bela Vista de Goiás (1), Bom Jesus de Goiás (1), Campestre (1), Catalão (1), Cidade Ocidental (2), Goiandira (1)*, Goianésia (8), Goiânia (102)*, Goiatuba (1), Guapó (1), Itumbiara (3), Jataí (4), Luziânia (6)*, Montividiu (1), Nova Glória (1), Nova Veneza (1), Paranaiguara (1), Pires do Rio (1)*, Rio Verde (10), São Luís dos Montes Belos (2), Senador Canedo (1), Silvânia (1), Trindade (2), Valparaíso de Goiás (6) e Vianópolis (1). Há quatro (4) casos que aguardam atualização da ficha para definir a cidade de residência.

Há 10 casos confirmados internados. Destes, 3 estão em unidades públicas da rede estadual e 7 na rede privada**. Há ainda 53 casos suspeitos e em investigação que encontram-se internados; destes, 33 estão na rede pública e 20 na rede privada**.

Há, até o momento, sete (7) óbitos confirmados de residentes de Goiás, sendo nos municípios de Goiandira (1), Goiânia (4), Luziânia (1) e Pires do Rio (1).

Há seis (6) óbitos suspeitos em investigação, sendo nas cidades de Araçu (1), Bonfinópolis (1), Edealina (1), Hidrolândia (1), Itapaci (1) e São Francisco de Goiás (1).

Já foram descartados 16 óbitos nos municípios de Águas Lindas de Goiás (1), Bela Vista de Goiás (1), Caldas Novas (1), Goiânia (6), Inhumas (1), Iporá (1), Luziânia (1), Mineiros (1), São Luís dos Montes Belos (1), Senador Canedo (1) e Valparaíso de Goiás (1).

Os registros estão no banco de dados do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) de Goiás. Ressalta-se que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação.

O Governo de Goiás, por meio da SES-GO, monitora sistematicamente suspeitas de novos casos de Covid-19, seguindo rigorosamente as orientações do Ministério da Saúde para a identificação de novos registros.

 

FONTE: Mais Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui