A Petrobras informou hoje, quinta feira (23), que elevará em 5% o preço médio do GLP, também conhecido como gás de cozinha. Com isso, o preço médio da Petrobras às distribuidoras será equivalente a 26,55 reais por botijão de 13 kg. Apesar do aumento, segundo nota publicada pela Petrobras através da Reuters, no acumulado do ano o produto ainda registra queda de 4,5%, ou 1,26 real por botijão de 13 kg.

A Petrobras ressaltou que, desde novembro de 2019, igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel.

“As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, disse a assessoria de imprensa, após ser procurada pela Reuters.

EXPORTAÇÕES

Os resultados operacionais do segundo trimestre, divulgados na noite de terça feira (21), mostram que a Petrobras (PETR3; PETR4) é mais resistente à pandemia de coronavírus do que parte do mercado supunha. A avaliação divulgada pelo Money Times traz que parte da salvação aos números foram as exportações para Ásia.

“A produção total de cerca de 2,8 milhões de barris diários equivalentes de petróleo mostra a resiliência da Petrobras frente ao forte declínio da demanda devido à pandemia de Covid-19”, afirma Regis Cardoso, que assina a análise.

O volume de produção foi 4% inferior ao do primeiro trimestre, mas 6,4% maior que o do segundo trimestre de 2019. O analista observa que as vendas da Petrobras caíram 13% no mercado interno, mas foram parcialmente compensadas pelo aumento de 59% das exportações, puxadas sobretudo pela Ásia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui