Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), atualmente 792.471 títulos eleitorais em Goiás estão cancelados. E ainda, que 37.763 estão suspensos e 4.616.684 pessoas estão aptas a votar. Quanto ao quase 800 mil cancelados, equivalem a 14,55% do eleitorado goiano, já que o cadastro eleitoral do Estado possui 5.446.918 inscrições. Os dados foram atualizados no mês de maio de 2021.

De acordo com a Justiça Eleitoral, constantemente o órgão promove depuração das inscrições eleitorais com o objetivo de atualizar e manter no cadastro nacional somente os eleitores regularmente inscritos e que não possuam nenhuma pendência das legalmente previstas. Além de registrar os comunicados de cancelamentos e suspensões de direitos eleitorais que recebe dos órgãos oficiais, em anos não eleitorais, por exemplo, a Justiça Eleitoral verifica no cadastro nacional quais eleitores não votaram nem justificaram a ausência nos três últimos turnos e efetua a inativação por cancelamento do título eleitoral em caso de não regularização, exceto nos casos em que o voto é facultativo.

Ainda, quando aos dados da Seção de Suporte ao Cadastro Eleitoral do Tribunal, os principais motivos para as inscrições canceladas são:

  • a) Ausência a revisão do eleitorado – 42,13%
  • b) Falecidos – 35,57%
  • c) Não ter votado, pago multa ou justificado ausência em três eleições consecutivas – 21,81%
  • d) Outros motivos – 0,49%

Já em relação aos principais motivos para a suspensão dos direitos políticos são:

  • a) Condenação criminal ou pela Lei das Inelegibilidades dividem, praticamente, meio a meio 87,86% dos dados de inscrições suspensas.
  • b) 10,62% estão com direitos políticos suspensos por incapacidade civil absoluta.
  • c) Outros motivos somam 2,14%