A Guarda Civil Municipal de Quirinópolis (GCM), juntamente com a Secretária de Saúde, Vigilância Sanitária, Secretaria do Meio Ambiente e Fiscais de Postura e Tributação do município, realizaram uma FORÇA TAREFA na noite do dia 19/03, para percorrer estabelecimentos comercias que descumpriram a ordem para fecharem suas portas, desta vez, para orientar e notificar os mesmos quanto ao comprimento do DECRETO MUNICIPAL N. 12.773 de 19 de março, e NOTA TECNICA N.01/2020, da Secretaria de Estado da Saúde, onde determina a SUSPENSAO TEMPORARIA de algumas atividades as quais são consideradas de risco a saúde pública, por propagação e contaminação do COVID-19. Vários comércios que se encontravam abertos, foram notificados quanto ao cumprimento da determinação.
A  GCM irá dar continuidade aos trabalhos de orientações e notificações dos estabelecimentos tipificado no decreto MUNICIPAL e aqueles que descumprir tal decreto, poderá responder criminalmente pelo ART. 268 do Código Penal Brasileiro.(Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa.)

1- NÃO PODEM FUNCIONAR: feiras, inclusive feiras livres; todas as atividades em shopping centers, nos estabelecimentos situados em galerias ou pólos comerciais de rua atrativos de compras; todas as atividades em cinemas, clubes, academias, bares, restaurantes, boates, teatros, casas de espetáculos e clínicas de estética; atividades de saúde bucal/odontológica, pública e privada, exceto aquelas relacionadas ao atendimento de urgências e emergências.

Reforçando, não podem funcionar os tradicionais “foodtrucks”, “pit dogs”, “jantinhas”, “espetinhos”, “açaís”, “botecos”, “lanchonetes”, “carrinhos” ou peruas que vendam coco, sorvetes, sucos.

Exceções : casos em que os produtos sejam fornecidos pelo sistema de entregas, “delivery” e os bares e restaurantes que existam dentro de hotéis também podem continuar funcionando, mas somente para atendimento exclusivo dos hóspedes, devendo observar, na organização de suas mesas, a distância mínima de dois metros entre elas.

2- PODEM FUNCIONAR: estabelecimentos médicos, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, psicológicos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, distribuidoras e revendedoras de gás, postos de combustíveis, supermercados e congêneres.

Reforçando, podem funcionar padarias, distribuidora de água, distribuidoras de bebidas( desde que delivery), lavajatos, “mercadinhos” e mercearias, desde que não combinem a atividade com bar, autopeças, petshops, oficinas mecânicas, escritórios variados, lojas dos mais diversos ramos comerciais, cabeleireiros e barbeiros desde que fora de shoppings, galerias e shoppings populares ou camelódromos.

Da Redação com informações da GCM e fotos da Assessoria