Na segunda feira (21/10), a equipe do GPT da 12ª CIPM, composta pelo Sargento F. Silva e Soldados Denner e André, através de levantamentos de inteligências e denúncias anônimas, detiveram o suspeito de cometer homicídio contra um jovem no domingo passado.

Segundo informações, o crime ocorreu porque dois conhecidos do autor do homicídio se desentenderam após um deles ter matado um cachorro a facadas, ocasião em que o suspeito sentiu a dor do colega e disse que iria resolver a situação. Porém, o autor desferiu um tiro na cabeça da vítima por futilidade, uma vez que não foi a mesma que matou o animal.

O autor negou o crime, contudo, os indícios apontaram a sua autoria já que, a motocicleta utilizada e as roupas foram flagradas nas câmeras de Videomonitoramento. Também, no seu celular havia uma foto semelhante da arma e calibre utilizado para ceifar a vida da vítima.

Os materiais apreendidos e o suspeito foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil, onde a Autoridade Policial autuou em flagrante o conduzido, pois as polícias civis e militares, desde a hora do fato, estavam na busca e elucidação do crime, e, com os elementos apresentados, caracterizou a flagrância.

Eduardo Cabral de 29 ano foi morto com um tiro na cabeça no domingo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui