Um homem foi preso no Parque de Exposições de Quirinópolis, no sudoeste goiano, suspeito de agredir a esposa durante a cavalgada da cidade. O caso aconteceu na tarde do último domingo (7). Ele precisou ser amarrado por agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) depois de quebrar o vidro da viatura e ameaçar os agentes.

Em um vídeo que circula nas redes sociais é possível ver o momento em que o suspeito é imobilizado por três guardas. Em seguida, os agentes recebem uma corda e amarram os pés do suspeito antes de colocá-lo dentro da viatura.

Segundo o presidente da Agência Municipal de Trânsito e Segurança de Quirinópolis (AMTS), a GCM foi acionada pela própria mulher após ter sido agredida pelo marido. Ao ser abordado, o homem esboçou “rispidez e foi agressivo com a equipe”. Ele também teria jogado uma lata de cerveja nos agentes.

Segundo Thiago, os agentes imobilizaram o suspeito e o colocaram algemado na viatura. Dentro do veículo, o homem deu vários chutes e quebrou o vidro do carro. “Ele foi retirado da viatura para que sua integridade física fosse preservada em razão da quantidade de cacos de vidro”, disse.

Ainda de acordo com o presidente da AMTS, depois de ser retirado do veículo, o homem precisou ser imobilizado pois estava se debatendo e oferecia risco para ele e para as pessoas em volta. “Mais um cidadão escuso às leis foi tirado de circulação. A Guarda tem uma corregedoria e uma ouvidoria que está à disposição a qualquer um que queira registrar alguma ocorrência de exagero e de excessos”, afirmou.

O homem, que já possui outras passagens por lesão corporal e disparo de arma de fogo, foi detido e deve responder por agressão à esposa, além de dano ao patrimônio público e ameaça.

Por meio de nota, a Prefeitura de Quirinópolis informou que a GCM é uma instituição policial que atua dentro do município servindo a sociedade com muita responsabilidade e eficiência. Segundo o texto, a corporação conta com agentes bem preparados “que vem [sic] atuando constantemente e profissionalmente no decorrer de sua trajetória desenvolvendo um bom trabalho frente à segurança pública”.

Fonte: Mais Goiás