A temperatura em Goiás deve começar a cair a partir desta quarta-feira (11), com a influência de uma frente fria que se aproxima do Sul do Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologista (Inmet), a região Sudoeste do estado será a primeira a sentir os efeitos da frente fria, que virá acompanhada de uma massa de ar polar, e terá ventos que farão a sensação térmica ser mais baixa do que as temperaturas registradas oficialmente.

Ao Mais Goiás, a chefe do Inmet no estado, Elizabeth Alves, explicou que a queda na temperatura não deve ser tão acentuada como a sentida nas últimas semanas. No entanto, deve provocar a redução de cerca de três graus no Sudoeste a partir de quarta-feira e de dois graus na região Central, o que inclui a capital Goiânia, a partir de quinta ou sexta-feira.

A massa de ar polar associada à frente fria que chega ao Sul do Brasil amanhã (10), segundo Elizabeth, deve teri nfluência em Goiás e causar um vento mais frio no Sudoeste goiano, fazendo com que a sensação térmica seja de mais frio do que o observado nos termômetros.

No entanto, a chefe do Inmet destaca de que o tempo será marcado por nebulosidade e nenhum sinal de chuvas.

Expectativa de chuva

Enquanto a previsão para esta semana é de somente uma queda não tão significativa das temperaturas, pode haver precipitações em algumas regiões de Goiás já na próxima semana. o que indica o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo), que prevê a possibilidade de pancadas isoladas na data com a chegada de uma frente fria vinda da região Sul do Brasil.

De acordo com o órgão, a região do Sudoeste goiano é a que tem maior chance de precipitações. No entanto, o Cimehgo destacou que é importante acompanhar pelos próximos dias o deslocamento dessa frente fria e seu impacto sobre a massa de ar seco que, atualmente, surte efeitos na região Central do País.