O trecho de 437 quilômetros  que abrange as BRs 364/365, entre Jataí, no Sudoeste do estado, e Uberlândia (MG), será administrado pela concessionária Ecovias do Cerrado. A concessão acontece após a assinatura do Termo de Arrolamento e Transferência de Bens entre a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a própria concessionária.

A concessão é válida por 30 anos. A Ecovias do Cerrado destaca que realizará o investimento de R$ 4,59 bilhões em obras de modernização, recuperação, conservação, manutenção, operação da rodovia e serviços de atendimento aos usuários. A pretensão é que isso gere cerca de 3,6 mil empregos e indiretos.

Com isso, a concessionária ressalta que, a partir de outubro de 2020, vão ser ofertados serviços de atendimento de emergência 24 horas, todos os dias da semana e de forma gratuita. Para suporte serão disponibilizadas nove ambulâncias, seis guinchos, dois caminhões-pipa e dois caminhões para apreensão de animais. Esses recursos serão gerenciados através do Centro de Controle Operacional. Serão nove bases desses centros espalhadas ao longo da rodovia.

Trechos das BRs 364/365, entre Jataí e Uberlândia, é assumido por concessionária

Trecho de 437 quilômetros das rodovias serão administrados pela Ecovias do Cerrado (Foto: Divulgação)

Trabalhos

Entre as principais modificações, estão a duplicação de 44 quilômetros entre o Trevo com a BR-153 e Ituiuitaba (MG), implantação de 160 quilômetros de terceiras faixas e 88 quilômetros de acostamentos. Além de 20 quilômetros de vias marginais e a conclusão das obras de implantação do chamado “Trevão” com a BR-15 e com o trevo com BR-462.

Num primeiro momento, 200 colaboradores já realizaram intervenções no asfalto – como eliminação de depressões, recomposição e correções de degraus. E também fazem o trabalho de conservação da rodovia, como roçagens, podas e limpeza do sistema de drenagem.

FONTE: Mais Goiás