A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou, na última quinta-feira (14), três processos de Certificação da Produção Eficiente de Biocombustíveis. Ou seja, a agência autorizou três companhias a participarem do RenovaBio por meio da emissão e venda de créditos de descarbonização (CBios).

Entre elas está a primeira usina de etanol a ingressar oficialmente no programa. Trata-se da usina Boa Vista, da São Martinho, localizada em Quirinópolis (GO). A unidade recebeu a nota de 62,7 gCO2/MJ para o etanol hidratado e 63 gCO2/MJ para o anidro. Além disso, foi considerado um volume elegível de 96,19%.

Os valores são os mesmos que foram apresentados durante a consulta pública realizada pela firma inspetora Green Domus. A documentação esteve disponível para comentários entre 19 de agosto e 19 de setembro deste ano.

“As aprovações para emissão dos certificados foram precedidas de consultas públicas e avaliação rigorosa dos processos pela ANP”, reforçou a agência, que complementa: “As avaliações realizadas pela ANP apontaram exigências que, após serem cumpridas pela firma inspetora responsável pelos processos de certificação, resultaram nas aprovações dos certificados”.